Pró-vida Anápolis

follow facebook

Terça, 09 Abril 2013 17:16

Quem somos nós

1. O que é o Pró-Vida de Anápolis?

É uma associação beneficente criada para promover a dignidade e a inviolabilidade da vida humana e da família.

2. Quando o Pró-Vida de Anápolis foi criado?

Extraoficialmente ele foi criado em 1989 por Dom Manoel Pestana Filho, na época Bispo de Anápolis. O registro em cartório, com personalidade jurídica, só foi feito em 1997.

3. Quais são as frentes de trabalho do Pró-Vida de Anápolis?

No cumprimento de sua missão de defender a vida e a família, o Pró-Vida de Anápolis trabalha em três frentes: assistencial, educativa e política.

4. Como é o trabalho assistencial do Pró-Vida de Anápolis?

O Pró-Vida de Anápolis presta aconselhamento e assistência às mulheres em tentação de praticar um aborto, acompanhando-as durante a gestação, o parto e após o parto. Se necessário, oferece a elas e a seus bebês um lugar de hospedagem onde poderão passar a gestação e o puerpério, recebendo alimentação, assistência médico-hospitalar e cuidado espiritual (catequese, batismo da criança...).

EntradaProVida

5. Como é o trabalho educativo do Pró-Vida de Anápolis?

O Pró-Vida de Anápolis promove a educação para a castidade como meio de salvaguardar a família, “santuário da vida”. Isso é feito por meio de palestras, cursos, folhetos, livros, CDs e DVDs sobre diversos temas: namoro, matrimônio, paternidade responsável, regulação natural de procriação (método Billings), aborto, anticoncepção, esterilização... Usa-se também o programa radiofônico “Em defesa da vida” (Rádio Voz do Coração Imaculado, 770 kHz), o periódico impresso “Aborto. Faça alguma coisa pela vida!” e o sítio www.providaanapolis.org.br.

gestante

6. Como é o trabalho político do Pró-Vida de Anápolis?

O Pró-Vida de Anápolis, à margem de qualquer política partidária, luta contra a legalização do aborto, da eutanásia, do “casamento” de homossexuais, do hedonismo sexual nos currículos escolares e de todas as outras formas de agressão à vida humana e à família. Quando necessário, propõe ações judiciais em defesa de um nascituro ameaçado de aborto por sentença de algum juiz ou tribunal.

7. Quais são as fontes de renda do Pró-Vida de Anápolis?

Doação espontâneas e contribuições mensais dos sócios.

8. Que tipos de sócios tem o Pró-Vida de Anápolis

O Pró-Vida de Anápolis tem duas categorias de sócios: sócios efetivos e sócios contribuintes.

9. Que é necessário para ser sócio contribuinte?

Assinar a Carta de Princípios da Entidade e contribuir por seis meses consecutivos.

10. Há alguma quantia mínima para a contribuição mensal?

Não. A contribuição pode ser de qualquer quantia: grande, pequena ou mesmo simbólica. Mas é preciso que seja feita por seis meses consecutivos para que se tenha direito de ser inscrito no Livro de Sócios Contribuintes.

11. Os sócios contribuintes podem participar das Assembléias Gerais?

Podem participar, usar da palavra e votar, desde que estejam quites com suas contribuições. Mas não podem votar nem ser votados para os cargos da Diretoria (presidente, vice-presidente, secretário, vice-secretário, tesoureiro, vice-tesoureiro).

12. Que é preciso para ser sócio efetivo?

Primeiro é preciso cumprir tudo o que é necessário para ser aceito como sócio contribuinte. Depois, se ele estiver disposto a dedicar algo de seu tempo às atividades do Pró-Vida de Anápolis, poderá pedir a algum membro da Diretoria que o indique como sócio efetivo. Mas será a Assembleia Geral que vai decidir sobre o seu ingresso no quadro de sócios efetivos.

13. Que direitos têm os sócios efetivos?

Os mesmos direitos que têm os sócios contribuintes e mais o direito de votar e ser votado para os cargos da Diretoria.

14. Que acontece com o sócio que deixa de contribuir?

Se, num período de doze meses, ele deixar de contribuir por seis meses ou mais, será excluído. Compete ao tesoureiro advertir os sócios inadimplentes, a fim de que evitem a exclusão.

15. Todos os sócios, contribuintes e efetivos, são obrigados a participar das reuniões mensais do Pró-Vida de Anápolis?

Não. Somente os membros da Diretoria (presidente, vice-presidente, secretário, vice-secretário, tesoureiro, vice-tesoureiro) são obrigados a participar das reuniões mensais. Os demais sócios, se quiserem participar, serão bem-vindos.

VENHA CONHECER NOSSO TRABALHO

Rua Bela Vista, Quadra M, Lote 65 (próximo ao Feirão Coberto do IAPC)

Jardim Goiano, 75140-460, Anápolis, GO

Telefone: (62)3313-4792 / 3315-9413

www.providaanapolis.org.br

 


CARTA DE PRINCÍPIOS

(assinada por todos os sócios)

doc64

em PDF

Respeito e defendo a vida humana como sagrada e inviolável, desde a concepção até sua extinção natural, na linha dos princípios defendidos por João Paulo II, arauto universal da “cultura da vida”.

Repudio toda e qualquer forma de aborto diretamente provocado, como “crime abominável” e “vergonha para a humanidade” (João Paulo II, Rio de Janeiro 04/10/1997, 2º Encontro Mundial do Papa com as Famílias), incluindo o aborto como meio para salvar a vida da gestante, o aborto em caso de gravidez resultante de estupro e o aborto no caso em que a criança é portadora de doença incurável.

Repudio a eutanásia, o suicídio assistido e todos os atentados à vida dos chamados pacientes terminais.

Repudio a esterilização, tanto masculina como feminina, imposta ou voluntária, enquanto mutilação de um órgão sadio criado por Deus para a sublime missão de transmitir a vida humana.

Repudio toda forma de contracepção, por ser antinatural, privando a união sexual de sua abertura à vida e convertendo-a em um ato de egoísmo a dois.

Repudio a fertilização “in vitro”, a manipulação de embriões humanos, a inseminação artificial humana e qualquer espécie de clonagem humana.

Respeito o matrimônio como união indissolúvel e perpétua de um só homem e uma só mulher, destinada à transmissão da vida e à complementação mútua dos cônjuges.

Respeito a família como “santuário da vida” (João Paulo II, Encíclica Evangelium Vitae, n.º 6) , onde os filhos devem ser gerados e educados sob o amor dos pais.

Repudio o divórcio enquanto violação da fidelidade matrimonial, o homossexualismo como uma aberração antinatural e a prostituição como profanação do corpo humano, templo do Espírito Santo.

Repudio toda e qualquer tentativa de legalizar, descriminalizar, despenalizar ou oficializar os atentados contra a vida e a família acima descritos.

Comprometo-me a negar meu voto a todos os parlamentares que intentarem legislar contra a vida, contra a família e contra Deus, autor de ambas.

Não hesitarei em declarar publicamente, caso seja interrogado(a), minha adesão a todos e cada um destes princípios, que agora subscrevo.

(segue a data e a assinatura do sócio)

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

CNPJ 01.813.315/0001-10 - Reconhecido como entidade de utilidade pública municipal pela lei 2497/97
Rua Bela Vista, Quadra M, Lote 65, Jardim Goiano, 75140-460, Anápolis, GO
Para correspondência: Caixa Postal 456 75024-970 - Anápolis - GO
Telefones (62)3313-4792 / (62)3315-9413
Produzido por Trídia Criação

Usando Joomla!