Imprimir esta página

Autor: Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz

A alma do embrião humano

A alma do embrião humano: o fundamento ontológico de sua dignidade de pessoa.

Rio de Janeiro: CDB, 2021, 352 páginas.

 

“Nem parece que foi você que fez!”. Foi assim que meu pai me elogiou em minha adolescência, ao ver que eu havia consertado uma bicicleta. O “elogio” foi merecido. Desajeitado por natureza, era surpreendente que eu tivesse realizado aquela façanha.

Ao fazer a revisão deste livro, que contém a tese de doutorado em Bioética defendida em 3 de março de 2013 no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum (Roma), espantei-me com tantas maravilhas nele contidas. Não apenas “não parece que fui eu que fiz”, mas tenho certeza de que, por mim mesmo, jamais teria escrito algo semelhante.

Quando iniciei o estudo sobre a “animação” embrionária, parecia estar perdido em uma selva. Diante de mim estava o grande Santo Tomás de Aquino afirmando que o embrião humano recebe de Deus a alma racional não no momento em que é concebido, mas quarenta ou noventa dias depois. E, para minha surpresa, encontrei muitos autores atuais, ditos tomistas, defendendo também a tese da animação “retardada”. O que eu pensava ser uma ideia totalmente descartada pelo progresso da biologia, constatei que ainda atraía adeptos.

Se, no decorrer do estudo, a solução despontou como uma luz e a verdade da animação “imediata” apresentou-se como cristalina, devo isso a uma multidão de amigos, verdadeiros coautores desta obra, que me ajudaram com suas incansáveis orações. Um dia Deus haverá de revelar quem foram esses intercessores e quanto eles oraram e se sacrificaram pelo êxito deste empreendimento.

O capítulo I (“A alma, princípio vital”) e o capítulo II (“A relação alma-corpo”), embora contenham dados preciosos, não são indispensáveis para leitura do coração do trabalho, que é o capítulo III (“A animação embrionária”). O leitor com pouco tempo e com alguma formação filosófica poderá começar pelo terceiro capítulo. O mais lindo de todos, porém, sem dúvida, é o capítulo IV (“O embrião Jesus”), que trata do mistério da Encarnação. Queira Deus que as conclusões contidas nesse quarto capítulo sirvam para que o Magistério da Igreja defina como verdade revelada que cada ser humano recebe de Deus uma alma racional no momento em que é concebido.

Espero que a leitura deste livro sirva para glorificar o embrião Jesus no ventre de Maria e para defender a dignidade de pessoa dos outros embriões humanos desde o momento da concepção.

 

Publicado em 2021 pelo Centro Dom Bosco.

Preço: R$ 28,00

Peso líquido: 450 g

Se desejar mais de um exemplar, entre em contato direto conosco (62) 985813791 / 3313-4792 / escritorio@providaanapolis.org.br

 

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Informações adicionais

  • Valor: 000,00